Área do Cliente
Novo saque do FGTS começa dia 1 de janeiro, veja como ter direito

 Os trabalhadores terão a possibilidade de migrar livremente entre a modalidade de saque do FGTS na condição de rescisão para o recebimento anual, até o dia 31 de dezembro deste ano. O calendário do saque imediato, entre R$500 e R$998 já foi finalizado.

Os brasileiros podem optar pelo saque-aniversário, no qual o trabalhador pode retirar anualmente uma parte do seu dinheiro no mês do seu aniversário. Ou, permanecer no saque-rescisão que só é pago aos trabalhadores que forem demitidos sem justa causa.

No dia 1º de janeiro do próximo ano, os trabalhadores que optaram pelo saque-aniversário terão de esperar ao menos dois anos para voltar a modalidade de saque-rescisão.

A escolha pelo saque-aniversário está disponível desde o dia 1º de outubro de 2019, e finaliza os cadastros no próximo dia 31 de dezembro.

Para aderir, o trabalhador deve entrar no site ou no aplicativo do FGTS. Procurar a seção saque-aniversário e optar por aderir. Pronto, o sistema já inclui a conta para liberação.

Após optar por esse saque, o trabalhador deve escolher também a data que deseja receber o seu dinheiro, entre o 1º ao 10º dia do mês do seu aniversário.

Os que escolherem o 10º dia, receberam o dinheiro com juros e com a correção monetária sobre o mês de retirado.
FGTS

O calendário de saque-aniversário, começará no próximo ano, no mês de abril e irá até agosto. O pagamento começará a ser feito para os trabalhadores que nasceram em janeiro e fevereiro.

Em maio se iniciará o pagamento daqueles que nasceram em março e abril. E em junho, o pagamento para os nascidos em maio e junho.

A partir do mês de agosto os trabalhadores farão o saque do FGTS no mês de seu aniversário ou até dois meses depois. No ano de 2021, essas retiradas também serão no mês de seu nascimento.

O valor a ser retirado pelos trabalhadores, é apenas um percentual, não é possível retirar todo o valor.

O recebimento anual não está atrelado ao saque imediato, que possibilita aos trabalhadores a retirada de até R$ 998 do FGTS de todas as contas ativas e inativas.

Quem não retirou o dinheiro poderá fazer o saque do FGTS até 31 de março. Depois disso, o valor retornará para a conta do fundo de garantia.

Fonte: Jornal Contábil - 27/12/2019