Área do Cliente
Dos 10 maiores lucros no 3º tri, 6 são do setor financeiro, diz consultoria

A maioria das empresas com ações na Bolsa brasileira já divulgou seus balanços do terceiro trimestre. Das dez com os maiores lucros, seis são do setor financeiro: são quatro bancos, uma seguradora e uma empresa de cartões de crédito. O Itaú Unibanco lidera o ranking, com lucro de R$ 5,39 bilhões, seguido pelo Bradesco, com R$ 3,23 bilhões.

Os dados de 316 empresas foram compilados pela consultoria Economatica e divulgados nesta quarta-feira (16). Veja abaixo as dez empresas mais lucrativas: 

Itaú Unibanco: R$ 5,394 bilhões
Bradesco: R$ 3,236 bilhões
Ambev: R$ 3,061 bilhões
Banco do Brasil: R$ 2,246 bilhões
Vale: R$ 1,842 bilhão
Santander: R$ 1,436 bilhão
CCR: R$ 1,151 bilhão
Cielo: R$ 1,009 bilhão
BB Seguridade: R$ 988 milhões
Telefônica Brasil R$ 953 milhões
 

Petrobras tem o maior prejuízo
Na contramão, a Petrobras foi a empresa da Bolsa que teve o maior prejuízo de julho a setembro, segundo a consultoria. A estatal registrou perdas de R$ 16,458 bilhões, no terceiro maior prejuízo de sua história. 

Em seguida, aparece a construtora PDG, com prejuízo de R$ 1,718 bilhão.

Setores: siderurgia melhora, bancário piora
Ao agrupar as empresas da Bolsa por setores de atuação, a área financeira aparece em desvantagem. 

O setor bancário, com 24 instituições, viu seu lucro cair de R$ 17,14 bilhões, no terceiro trimestre do ano passado, para R$ 13,44 bilhões, no terceiro trimestre deste ano --uma perda de R$ 3,69 bilhões. 

O maior avanço foi registrado pelo setor de siderurgia e metalurgia, com 20 empresas, que reduziu seu prejuízo de 2015 para 2016. Saíram de prejuízo de R$ 3,6 bilhões, no terceiro trimestre de 2015, para prejuízo de R$ 315,1 milhões, no terceiro trimestre deste ano.

Fonte: economia.uol.com.br